Thursday, 31 May 2007

Libetação



Se eu tivesse coragem libertaria todos aqueles que me perturbam e que sempre estão contra mim ou aqueles que não dão a menor atenção a tudo o que eu penso e sinto.
Não tenho medo, mas não suporto a pressão e preciso encontrar uma saída da qual abra novas portas para o céu, para o meu céu, onde toda maldade e ferimentos tornam-se a verdadeira justiça.

Quero punir todos aqueles que perturbaram a mente dessa pequena criança deixando-a insana. Hoje ela perdeu o que há de mais importante, um amor? Não! Ela não acredita em amores. Com o tempo ela percebe que não perdeu nada, pois ela nunca teve!

Roubaram sua força enquanto ela estava trilhando dentre as sombras e quem a roubou não soube reconhecer seu valor e a ignorou deixando-a novamente desorientada. Novamente abandonaram essa criança em um labirinto e ela jamais poderá sair dele, pois ela nasceu e morrerá nele e mesmo querendo ela deseja continuar nesse labirinto porque é o único lugar que ela se sente viva...

Ela esta perdida em sua própria mente, em seus pensamentos satânicos e maliciosos, fizeram-na se perder em si mesma. Ela sabe que não haverá ninguém para impedi-la e ninguém para dar conselhos, porque tudo o que ela ouve é mentira e deseja ensurdecer-se. Seu coração está marcado de feridas que nunca irão cicatrizar...

Ela descobriu que todos que tentavam mostrar ou lhe dizer a verdade, só mentiam e não davam a menor atenção a isso, então ela resolveu libertar todos aqueles que a perturbaram e todos que a ignoraram. Por culpa desses ela enlouqueceu! ... Foi até um quarto escuro, pegou uma arma e matou aquele que ela mais odiava, matou todos aqueles que a ignoraram e todos aqueles que não deram valor a seus pensamentos e por último se matou!

Ela enviou todos para a Terra prometida e lá seu ódio aumentou e a criança insana se tornou o verdadeiro Deus, o anjo caído que fez de todos aqueles que matou, seus servos e mostrou a todos que morreram que agora são apenas humanos inúteis e cadáveres imprestáveis e mesmo insana ela ainda é apenas uma criança.

Ela morreu e deixou na mente de todos que sobreviveram, sua ira e seus doces pensamentos...

2 comments:

Rita Roque said...

Muito bem!!!
Como eu percebo o que transmites...
Ta muito bom, e potente eu acho...

Acho que este texto se pode tornar facil ou dificil de comentar depende de casa um...

Eu acho que o poderia comentar... mas estou simplesmente sem palavras...

Tal criança... com pensamentos satanicos e maliciosos vivendo num mundo de mentira, so poderia ter esse mesmo fim... ja que nunca teve um verdadeiro começo...

Listrada said...

Como eu te compreendo....
compreender e sentir cada palavra que tu tansmites é como recoradar da mentira em que vivia...
Amar alguém que pensamos que também nos ama, mas essa pessoa amar outra pessoa que não sejas tu...
É viver numa amargura, em tristeza, sofrimento, frustração...