Thursday, 18 September 2008


Um grão de areia..

Numa noite de lua cheia, o caminhar na praia fez-me lembrar dos momentos que ali passei... Gargalhadas sinceras, lágrimas amargas, desejos esquecidos, promessas quebradas, todo o meu passado fez-se lembrar naquele instante. Com as sensações à flor da pele a calmaria do mar aconchegava-me no rebentar das ondas e a brisa da noite afastou de mim toda a agonia deixada pelas lembranças que guardava na memória... Apenas uma rajada de vento mais forte fez levantar o que foi preciso para fazer-me escapar uma lágrima...

Depois de tudo o que me lembrei, de tudo que voltei a sentir, a única coisa que me tirou uma lágrima foi aquele pequeno grão de areia que me entrou para os olhos... O pequeno grãozinho foi o primeiro passou para as muitas que rolaram a seguir por si só...

Foi só o pequeno grão que me fez sentir as saudades que realmente tinha do tempo que já lá vai... E digamos que foi ele que me fez despertar e perceber que tudo o que se passou foi como um grão de areia nos olhos... A vida em si é como os nossos olhos... Por vezes entram-nos um grão de areia para os olhos, faz-nos chorar, incomoda-nos, magoa-nos mas acaba sempre por sair...




E pronto... Isto foi um momento de inspiração na aula de Português... Lá o prof pediu-nos uma composição sobre um tema aparentemente sem nada que se lhe dissesse sobre... Um grão de areia... E saiu-me isto...

ps. o meu prof deve passar por cá para ver o blog LOL espero que goste..

2 comments:

Magykeiser said...

Curiosamente, a fusão da música da Tarja com esse texto (quase) me fez chorar.
Nostálgicamente triste :)

AnjoNegro_Goth said...

Lindisimo!!!

Parabéns!!