Friday, 21 November 2008

Pum Pum you're dead!

Ya ya... Por este andar não deve faltar muito...

Enfim... Bem... Ando sem vontade nenhuma para nada.... Muito menos para escrever... Mas enfim... Hoje vou tentar deixar aqui qualquer coisa decente... Ou então não :x baaahh... Cá vai...

Para que serve um isqueiro e 3 € na carteira? Para comprar e fumar um maço de tabaco ~.~ piadinha seca hum? Coise... Deixemo-nos de tretas e passemos ao que interessa....


A PUTA DA VIDA É UMA BOSTA PEGADA MAS QUE NÃO PODEMOS FAZER NADA A NÃO SER ACEITAR ESTA MERDA TODA E VIVER ATÉ AO DIA QUE NÃO VAMOS PRECISAR ABRIR OS OLHOS PARA O MUNDO NUNCA MAIS!!!!!!!!!!!!!!!

Bolas.... Não digo coisa com coisa --'

Pronto Abs.... Já chega.... Deixa-me lá concentrar...............

Here i go.... .... ....

Amei-te com toda a força que o meu coração conseguia aguentar... Esqueci-me de viver por ti... Esqueci-me do mundo... Voltei tudo ao contrario... Pensei em desistir tantas e tantas vezes... Mas sempre recuei no momento decisivo... Porque era em ti que pensava todas as vezes, era por ti que respirava... Era em função do teu bem estar... Construí sonhos, lutei por eles antes... Tudo por ti... Mas passou o tempo... E para ti tudo mudou... A nossa história ficou, para ti, no passado... Esquecido em memórias longínquas... Mas para mim o nosso passado continua o meu presente... Ainda penso em ti... Ainda respiro por ti... Sendo tu a pessoa que me faz viver como seria eu capaz de te esquecer? Como seria capaz de ocupar o teu lugar com outro da mesma maneira que fizeste? Disse-te tantas coisas nestes últimos dias que não deveria ter dito... Magoei-te vezes sem conta.... Peço desculpa... Mas não sei se não terá sido melhor para nós... Não sei se me afastar de ti completamente será a solução... Não sei nada... Não sei quem sou sem ti.... Não sei viver sem o teu carinho... Não sei sorrir sem ouvir a tua voz... Não sei acordar e não sentir o teu toque... Neste momento só sei o quanto dói ter-te afastado desta maneira... Só sei o quanto custa não voltar a falar contigo... Só sei o quão amargo será o gosto da realidade sem a tua presença... As lágrimas que correm pela minha face agora têm a mesma textura do que as que correram a meses atrás... Doem porque caem e caem porque doem... São só mais uma parte de mim que vai e não volta por tua causa... Por ti...

São apenas mais alguns sonhos que o tempo levou... É apenas mais um bocadinho de esperança que ficou presa a ti... Talvez assim seja melhor... Talvez assim consiga voltar a viver em paz... Talvez agora consiga ser feliz... Mas com tantos "talvez", "ses" e "porques", nada me parece certo... Talvez fique por aqui... Talvez desista de uma vez... Ou talvez espere até ao momento certo para começar de novo... Voltar a petrificar a parte que faz de mim fraca ou então entrega-la a alguém... Só o tempo dirá o que tenho de fazer... Só o tempo fará com que as feridas fechem... Só o tempo poderá libertar-me... E no fim disto tudo só consigo ter a certeza de uma coisa....

"Eu só sei que nada sei..."

Não gostaram do post? Azar ^^ Este espaço é meu... Não foi feito para agradar toda a gente! E quem não gosta, mete a borda do prato ^^

1 comment:

eatM drinkM said...

yah, subscrevo..só o tempo poderá fazer alguma coisa por nós..tinha alguma esperança nisso, mas ha medida q passa mais se "crava" no coração esse sentimento q, pla lógica e pla razão, deveria ser ódio,masn é..vai-se depurando cada vz mais..e dói dói dói