Sunday, 30 August 2009

Esta dor agonizante queima dentro do meu peito. Este fervor do meu coração clama pela justiça que tem-me sido negada durante todos estes anos. Estou presa num lugar desconhecido. Num lugar ao qual já não posso chamar "lar". As paredes de toda a casa parecem encolher a medida que caminho pelo corredor ou pelas divisões. A porta da rua parece-me cada vez maior e resplandecente, como se ela fosse a chave para o fim deste tormento.

Sinto-me sem forças, sem vontade, e só com um pensamento em mente: fugir daqui, ir para longe, para onde ninguém me encontre jamais.

Isto queima, corrói por dentro, mata. Mata o pouco que restou. Mata os últimos suspiros de vida, felicidade, alegria. Mata tudo. E enterra ainda mais fundo o que já estava morto. É quase como se deixasse de respirar. Como se sentisse os órgãos a contraírem-se por algo que já não está lá! Como se o coração tivesse deixado de bombear o sangue ou como se esse mesmo sangue tivesse secado mesmo antes do coração deixar de bater. A única coisa que sinto é um vazio amargurante, uma dor incessável.

E tu? Tu que estás a ler, diz-me. O que vês quando fechas os olhos e te concentras por um minuto? O que sentes quando vês que não tens saída possível? Quando tens as mãos e os pés atados? O que farias se durante 7 anos da tua vida fosses perseguido, mal-tratado psicologicamente, humilhado diariamente? Se durante esses anos tivesses vivido num inferno? Ou melhor, se durante esse tempo tivesses desejado viver no inferno propriamente dito que na tua própria casa? Diz-me. Ao ler isto, o que sentes?

Tu não sei, mas eu, estou no meu limite. No limite dos limites.

Ah.. e não me venham com lições de moral s.f.f.

2 comments:

AlucarD said...

Ola..
Não sei bem o que se passa ctg mas tens que ser forte.
Pelo que percebi estas numa situação difícil..
Também já pensei em ir-me embora daqui, desaparecer mesmo.. Ainda penso e quem sabe o faça.
Não sei o que te dizer, so espero que fiques bem...
Na outra vez não disseste quase nada na net e nunca te quis dar lições de moral.. Beijo

Lady-Fog said...

Eu costumo dizer que quem vive uma dada situação sente as coisas de uma maneira e quem vê de fora fala, fala, mas nunca consegue encarnar inteiramente esse papel.
Bom o que eu faria? É complicado dizer já que não estou a viver a situação, mas há uma coisa muito importante que fazes e eu tbm o faria que é "desabafar para o papel"...poucas pessoas ligam a isso, mas eu considero mt importante.
Desejo que tudo fique melhor na tua vida e que sejas superior a isso tudo, embora às vezes seja complicado, mas nada é impossivel!! Pensa que és forte e nada nem ninguém te vai mandar a baixo. Não dês esse prazer a ninguém =)
Pensa positivo e naqueles que te amam! Não dês importância aqueles que te fazem sentir mal.
Um dia olharás para trás e orgulhar-te-ás de ti.
****